População expõe opiniões sobre o perímetro urbano em audiência do Plano Diretor

por Técnico de Comunicação Social publicado 30/07/2019 15h42, última modificação 30/07/2019 15h42

 

Veja mais fotos no Facebook

 

A Câmara Municipal de São João da Boa Vista realizou na noite desta segunda-feira, 29.07.19, Audiência Pública do Plano Diretor – Projeto de Lei Complementar 105/2017. O encontro permitiu a apresentação das emendas propostas pelos vereadores e a defesa de diferentes pontos de vista pela população, que lotou as dependências da Câmara. O tema predominante nos debates foi o tamanho do perímetro urbano, com argumentações pela manutenção e pela diminuição do atual.

Pela ordem de inscrição, 18 pessoas usaram a tribuna: pastor Fabrício de Souza, da Associação de Pastores; pastor Edson José dos Santos, presidente da Igreja Assembleia Pentecostal de Deus – Ministério Portal Celestial; João Rosa Pereira; médico Rovilson Ferreira Santos; Cristiane de Oliveira Malheiros Costa; David Noronha, da Associação de Ciclistas; promotor de Justiça Ernani de Menezes Vilhena Júnior; Elenice Imaculada Vidolin; Rosenil dos Santos; Renata Carlini Lopes do Amaral; pastor Marcos Antonio Costa, presidente da Escola da Paz; Carine Carlini; José Antonio Trafani; Érica Cristina Fernandes Keller; Paula Magalhães, da ONG Viva São João; Juarez Feliciano da Silva; Osires Colosso Filho; e Edvaldo dos Santos Gonçalves.

Participaram os vereadores Luís Carlos Domiciano (Bira), presidente da Câmara; Odair Pirinoto, Titi, Gérson Araújo, João Anselmo, João Luis Moretto, José Cláudio Ferreira, Professora Can, Patricia Magalhães, Raimundo Rui e Sebastião Néris de Oliveira.

Ao final, a vereadora Professora Can afirmou que apresenta emendas e analisa o projeto do Plano Diretor com extrema seriedade, dada a relevância da matéria para a população sanjoanense e para a Câmara.

Passada a audiência, a previsão é de que as emendas e o projeto sejam colocados na pauta da sessão da próxima segunda-feira, 05.08.18, na reabertura das reuniões ordinárias após do recesso do mês de julho. Para aprovação, o projeto e as emendas precisam de 8 votos favoráveis (maioria absoluta), por se tratar de Projeto de Lei Complementar.

registrado em: ,