Paulinho McLaren recebe do Legislativo o Título de Cidadão Sanjoanense em noite festiva

por Técnico de Comunicação Social publicado 21/11/2016 13h39, última modificação 21/11/2016 13h39

 

A Câmara Municipal de São João da Boa Vista realizou na noite de sexta-feira (18/11/16) Sessão Solene de entrega do Título de Cidadão Sanjoanense ao treinador e ex-jogador de futebol Paulo César Vieira Rosa (Paulinho McLaren).

 

A solenidade, uma iniciativa do vereador Vinicius Bovo, foi presidida pelo primeiro secretário da Mesa Diretora, Fernando Betti. Também compareceram os vereadores Claudinei Damalio e Luís Carlos Domiciano (Bira), além de dirigentes da Unifae. O evento emocionou amigos, parentes e profissionais que compareceram ao auditório da Unifae e puderam também conhecer o lado pessoal e familiar de Paulinho.

 

A composição da mesa solene foi a seguinte (ordem de aparição na foto a partir da esquerda): Francisco Pedro Regini Júnior, diretor municipal de Esportes, representando o prefeito Vanderlei Borges de Carvalho; Paulinho McLaren; vereador Fernando Betti; Francisco Arten, reitor da Unifae; e Sidney Beraldo, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

 

 

Biografia

 

Paulo César Vieira Rosa nasceu em Igaraçu do Tietê, Estado de São Paulo, em 28 de setembro de 1963. É treinador de futebol e ex-atacante da modalidade. Mora em São João da Boa Vista e é casado com Mônica Vieira Rosa desde 1988. Tem 3 filhos: Paulo, Bárbara e Matheus.

 

É graduado em Educação Física pela Unifae em São João e chegou a jogar pela Sociedade Esportiva Sanjoanense no início de sua carreira. Como jogador profissional, marcou 483 gols, entre os anos de 1981 e 1999. Iniciou sua carreira no Bandeirante de Birigui e defendeu as cores de diversos times, como: Serra Negra, Sãocarlense, Comercial de Ribeirão Preto, Barretos e Votuporanguense. Começou a ganhar projeção nacional no final da década de 1980, quando chegou ao Atlético Paranaense e depois foi para o Figueirense, onde se destacou como goleador, abrindo caminho para sua contratação pelo Santos.

 

No clube santista, fez dupla com Serginho Chulapa e atuou ao lado de Almir e Guga. Foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro em 1991, conquistando o coração da nação santista. No final do ano seguinte, Paulinho trocou o Santos pelo Porto, de Portugal, onde conquistou dois títulos nacionais. Em 94 retornou ao futebol brasileiro e levantou a taça do Campeonato Gaúcho vestindo as cores do Internacional, sendo ainda artilheiro da Copa do Brasil naquele ano. Também se destacou em vários clubes de expressão nacional, como Portuguesa, Cruzeiro, Fluminense, Atlético Mineiro e Santa Cruz, onde encerrou a carreira, em 1999.

 

Em 2008 passou a trabalhar como técnico, primeiramente no sub 17 do Rio Claro e depois na equipe principal. Auxiliou na formação de diversos jogadores que atuaram em clubes como Benfica de Portugal e Palmeiras. Também comandou equipes como Itapirense, União São João, Capivariano, Taubaté, Uberlândia e São José. Treinou ainda uma equipe na Arábia Saudita.

 

O apelido “McLaren” surgiu em 1991, quando atuava pelo Santos em jogo contra o Vitória pelo Campeonato Brasileiro. Na semana seguinte seria realizado o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1. Depois de marcar um gol, Paulinho homenageou o piloto brasileiro Ayrton Senna, comemorando o gol como se estivesse pilotando um carro de corrida. Como Senna disputava pela equipe britânica McLaren, o apelido pegou e até hoje acompanha Paulinho.

 

Paulinho McLaren sempre manteve laços afetivos com São João da Boa Vista, narrando o nome e as belezas do Município pelo Brasil afora, mesmo depois de deixar o time da Esportiva. Na Unifae, teve a oportunidade de se graduar em Educação Física e de compartilhar com a comunidade acadêmica seu aprendizado prático na área desportiva e seu carisma. Deu início ao projeto de futsal feminino e fez parte do programa que traz alunos do Ensino Médio para conhecer a instituição. Em São João, manteve uma escolinha de futebol para crianças.

 

Diante disso, a figura de Paulinho McLaren é facilmente identificada como a de um cidadão sanjoanense de coração e por opção, ficando esta condição gravada por meio do Decreto Legislativo 22/2016 e do Título de Cidadão Sanjoanense outorgado pela Câmara Municipal.

 

Clique aqui para acessar a galeria de fotos 

 

---

Assessoria de Comunicação Social

Fotos: Thárcio de Luccas / Câmara Municipal

registrado em: ,